Logo Centro Universitário Integrado
  • 2 de maio de 2024

Pesquisa detecta organismos geneticamente modificados em soja

Estudo é realizado por docente e acadêmicos do curso do Biomedicina

Devido a liberação de novas cultivares de soja e regulamentações acerca de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs) tem-se a necessidade de detecção e análise dessas sementes que pretendem ser comercializadas. A utilização de métodos que prezam especificidade, fidedignidade e rapidez nos resultados é imprescindível para a qualidade do processo.

Desse modo, a pesquisa de iniciação científica intitulada “Detecção de organismos geneticamente modificados em soja” tem por objetivo o levantamento de protocolos de detecção de OGMs em soja para serem implementados no laboratório de melhoramento genético do Integrado Genética.

Explicação do objetivo da pesquisa para a comunidade durante a 19ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

O desenvolvimento desta pesquisa faz-se devido a importância de estabelecer um protocolo padrão onde tenha qualidade e custo-benefício que se adeque às demandas do laboratório para a pesquisa e identificação de OGMs em amostras de soja.

O projeto, iniciado no segundo semestre de 2022, terá seu desenvolvimento durante o ano de 2023. A equipe de pesquisadores é composta pela professora Me. Laís de Souza Braga, a bióloga Aline Aparecida Marchi de Souza e dois acadêmicos do curso de biomedicina.

Como primeiro passo foi realizada, de forma sistemática no banco de dados Pubmed, a busca por referenciais teóricos atuais de protocolos utilizados mundialmente para extração e identificação de material genético da soja.

Demonstração didática de técnica empregada para extração de DNA da soja

Após análise dos artigos observou-se que as tecnologias empregadas na grande maioria dos protocolos possuem uma logística complexa e um custo elevado, dificultando a aplicabilidade destes.

Visto isso, faz-se necessária a busca por protocolos que utilizem metodologias e técnicas que estejam ao alcance das necessidades e padrão de qualidade esperado para a implementação dentro do laboratório do Integrado Genética.

Autores: Bruna Tiemi Hyochimoto, Francielle Baptista, Ariane Pereira de Souza, André Ricardo Peron, Laís de Souza Braga.

Compartilhe