Logo Centro Universitário Integrado
  • 2 de maio de 2024

Grupo de Pesquisa realiza estudo sobre o uso e a eficácia do ozônio para desinfecção de ambientes hospitalares

Estudo é realizado pelo Grupo de Pesquisa em Diagnóstico Laboratorial de Doenças Infecciosas e não Infecciosas do Centro Universitário Integrado

A desinfecção de objetos e ambientes na área da saúde está mais necessária do que nunca e pesquisas sobre a utilização do gás de ozônio na assepsia está conquistando cada vez mais seu espaço na esfera científica.

Foi inspirado neste cenário que, em julho de 2021, a Supervisão de Pesquisa e Iniciação Científica do Centro Universitário Integrado em parceria com a Fundação Educere, deu início ao projeto “Análise do potencial antimicrobiano do ozônio”.

O Grupo de Pesquisa em Diagnóstico Laboratorial de Doenças Infecciosas e não Infecciosas do Centro Universitário Integrado está conduzindo a pesquisa sobre o uso e a eficácia do ozônio para desinfecção de ambientes hospitalares. O grupo está cadastrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq e é composto pelas professoras doutoras Mariana Pavanelli, do curso de Farmácia e Taísa Navasconi Berbert, do curso de Medicina, além de acadêmicos dos cursos de Medicina e Biomedicina da Instituição.

O grupo desenvolve experimentos laboratoriais semanais com exposição das culturas bacterianas ao gás ozônio liberado por um gerador de ozônio de autoria da startup BIOZONE, hospedada na Fundação Educere. Com isso, os resultados são baseados na eficiência em concentração, tempo, pH e temperaturas diferentes do tratamento com o gás ozônio.

Em virtude dos resultados promissores que o Grupo de Pesquisa está obtendo, o projeto está ganhando visibilidade na comunidade científica, tendo sido premiado e classificado em primeiro lugar na apresentação oral do IV Congresso Médico Acadêmico do Integrado. Com o progresso das análises o Grupo vai continuar aprimorando os experimentos com o ozônio, buscando resultados cada vez mais fidedignos de provar a efetividade da ozonioterapia para melhorar a higienização e desinfecção dos ambientes hospitalares.

A parceria do Centro Universitário Integrado com a Fundação Educere é um exemplo de iniciativas bem-sucedidas de aproximação entre a academia e o ecossistema de inovação.

Ações assim serão cada vez mais fomentadas no Integrado, uma vez que a Instituição constituiu recentemente o Núcleo de Empreendedorismo, Pesquisa e Extensão – NEPE, que tem por objetivo protagonizar localmente ações de inovação e empreendedorismo para diferenciar a experiência acadêmica, proporcionando uma jornada de oportunidades. Ao realizar este tipo de ação, um dos resultados pretendidos é a promoção do desenvolvimento regional.

Compartilhe