Acontece

Ensino

Acadêmicos de Administração promovem lançamento de produto desenvolvido em aula

Os estudantes produziram uma poltrona com conceito de sofisticação e conforto para público selecionado em pesquisa.

Centro Universitário Integrado

publicado em 16/06/2017 11h24 | atualizado em 16/06/2017 11h25

Na última sexta-feira (09), no auditório da unidade centro da Faculdade Integrado, os acadêmicos do 3o período do curso de Administração promoveram um evento de lançamento da poltrona conceitual nomeada como Titã. Desenvolvida e projetada inteiramente por eles, na disciplina de Administração Mercadológica, a peça possui um design inovador e único. Nesse projeto, eles tiveram que trabalhar como uma organização empresarial, isto é, criar nome, marca e produto, se dividir em setores e funções e atuar em equipe para que o projeto se transformasse realmente em um produto final. A empresa recebeu o nome de Ártemis Home Office e o ramo de atuação escolhido foi o de móveis sofisticados.

Segundo o professor da disciplina, Alexandre Caparelli, durante o projeto, os estudantes desenvolveram todo o plano de marketing, fizeram análise de mercado, planejamento, estudaram as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças do mercado em relação à concorrência e à exclusividade do produto e, por fim, chegaram à produção final. “É só patentear e lançar. O produto final ficou realmente muito bom. A marca tem um nome interessante. Se eles quiserem colocar no mercado hoje, já está tudo preparado”, afirmou Alexandre.

Adriano da Silva foi escolhido como presidente da empresa fictícia e falou sobre os desafios, as dificuldades e os conflitos encontrados durante o trabalho e como tiveram que resolvê-los. “Foi uma experiência que eu não imaginava. A gente sente na pele que não é fácil. Todos os acadêmicos de Administração deveriam passar por essa experiência que a Faculdade nos proporcionou. É essencial para a nossa vida profissional”, comentou.

Para Thiago Marcondes Ribeiro Rossetin, diretor administrativo da Ártemis Home Office, a maior dificuldade enfrentada foi aprender a trabalhar em equipe. “Dentro de uma empresa cada departamento depende do outro. Essa experiência foi gratificante, porque conseguimos observar que se uma ponta falha, lá na frente as demais vão sentir e, consequentemente, o produto não vai sair. Aprendemos com os erros e descobrimos que podemos nos superar”, finalizou.